Polvo Panado com Arroz Soltinho


Há muito tempo que não fazia polvo panado. Aliás, é daquelas coisas que eu raramente faço, pois é mais comida da mãe, e uma das coisas que nunca faltam na nossa mesa da consoada. Mas quando veio um lindo polvo no meu cabaz do “Peixinho da Lota”, não resisti a fazê-lo panado, deixando-vos esta sugestão deliciosa!
Só uma nota, em relação ao polvo. Congelo-o sempre antes de o cozinhar, dizem que fica mais tenro, e cozo-o com uma cebola e raramente na panela de pressão, porque não consigo muito bem acertar com o tempo de cozedura (apesar de a minha mãe, que é a rainha da panela de pressão, coze-o sempre nessa panela!). Fora isso, não tem nada que saber. Depois de cozido pode haver arroz de polvo, salada de polvo, polvo à lagareiro ou este delicioso polvo panado.
Experimentem e digam qualquer coisa!

Workshops a pensar nas Festividades já este fim de semana:

Dia 25 de Novembro, pelas 15h no Porto, nos Workshops Pop-Up, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações info@workshops-popup.com

Dia 26 de Novembro, pelas 10h em Furadouro - Ovar, na colher de Chá, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações geral@colherdecha.pt

Dia 1 de Dezembro, pelas 15 em Lisboa, nos Workshops Pop-Up Chiado, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para 4 pessoas (2 adultos + 2 crianças)

1 polvo pequeno (cerca de 800g)
2 cebolas
1 folha de louro
pão ralado q.b.
1 ovo batido
2 dentes de alho
1 limão
1 medida de arroz vaporizado ou basmati (1 chávena de 225ml)
sal e pimenta q.b.
salsa picada q.b.

Preparação:

Coza o polvo em água com uma cebola e uma pitada de sal. Quando o polvo estiver cozido retire-o e separe os tentáculos e reserve a água da cozedura. Coloque-os numa taça e tempere-os com pimenta, uma pitada de sal, os dentes de alho laminados e o sumo de limão. Deixe a tomar gosto.
Pique depois a cebola e leve-a a a alourar num pouco de azeite. Junte depois o arroz e envolva no refogado. Junte 2 medidas de água - da água da cozedura do polvo  - e envolva no arroz. Retifique de sal e pimenta, deixe levantar fervura, tape o tacho e diminua o lume, deixando cozinhar até que toda a água seja absorvida. 
Passe depois os tentáculos pelo ovo batido e depois pelo pão ralado e frite em óleo quente.
Sirva o arroz polvilhado com a salsa e os tentáculos de polvo fritos!


Bom Apetite!

Sopa de Feijão Branco com Pesto de Manjericão (receita também em video)


Das memórias da minha infância, faz parte a depensa desordenada da avó Cila. Uma pequena divisão no corredor que levava à cozinha, logo a seguir à sala de jantar e antes da casa de banho. Lembro-me do cheiro, meio bafiento, onde se acumulavam batatas, alhos e cebolas e também pacotes de massa, arroz, farinha e açúcar e um outro sem número de coisas. Presente está sempre o cheiro e a desordem. Um caos organizado, porque normalmente a minha avó encontrava tudo o que precisava por ali, e se faltasse alguma coisa era ir num instante, ali ao lado, à mercearia e talho do Sr. Jaime.
Nas minhas memórias há ainda, muito presente, uma coisa que me encantava. Uma velha caixa plástica, cheia de saquinhos de especiarias presos com molas coloridas. E ao fundo uns cubinhos envoltos em papel dourado (ou pelo menos assim me recordo). E esse cubinhos, juntamente com um limão inteiro, faziam um frango assado no forno que eu adorava e que, quando tinha sorte, era servido com umas batatas fritas muito fininhas, cortadas com uma velha mandolina...

Esses pequenos cubos eram caldos de galinha, que sempre me habituei a ver em casa da minha avó, e mais tarde em casa da minha mãe. Eram o segredo de algumas receitas chave, como o tal frango foguetão, para ajudar a dar sabor a uma ou outra receita, a uma canja rápida quando estávamos meias adoentadas, ou até para juntar a um arroz de forno.

Que me perdoem os fundamentalistas, mas em minha casa, os caldos também continuaram a ter um cantinho na despensa. Porque o frango à foguetão será sempre uma receita de memórias e não é a mesma coisa sem aquele caldo, e para desenrascar em dias de menos tempo e oportunidade, um caldo para um risotto, arroz e um molho especial de almôndegas que fazemos aqui por casa.

Fiquei bastante agradada, quando a Knorr me enviou estes novos caldos biológicos e me desafiou a experimentá-los. Principalmente porque vejo que há uma preocupação por parte da industria alimentar, e neste caso da Knorr, de tornar este produto melhor e com melhores ingredientes: ingredientes que nos proporcionam um tempero completo para rapidamente preparar uma refeição, e feito com legumes de verdade, de origem biológica e especiarias.

Porque somos nós consumidores - mais ou menos habituais - que devemos exigir melhor qualidade nos produtos que encontramos à venda. E acho que é isso mesmo que acontece nestes novos caldos Biológicos da Knorr.
Confesso que ainda não os experimentei no nosso familiar frango à foguetão, mas os caldos biológicos de legumes (à base de cenoura, cebola, curcuma, noz moscada e alho) já tiveram honra, numa deliciosa sopa de feijão branco, acompanhada com molho pesto feito com manjericão do jardim.

Gosto assim de saber que tenho uma alternativa biológica aos caldos tradicionais, estes preparados com os melhores ingredientes provenientes de agricultura biológica e sustentável, e uma boa opção para usar cá em casa e até nos workshops.

Calendário de Workshops (antes de uma pausa até pelo menos a Primavera de 2018!)

Dia 25 de Novembro, pelas 15h no Porto, nos Workshops Pop-Up, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações info@workshops-popup.com

Dia 26 de Novembro, pelas 10h em Furadouro - Ovar, na colher de Chá, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações geral@colherdecha.pt

Dia 1 de Dezembro, pelas 15 em Lisboa, nos Workshops Pop-Up Chiado, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações chiado@workshops-popup.com



Ingredientes:

1 lata grande de feijão branco
azeite q.b.
sal q.b.
cerca de 1 litro de água a ferver
2 dentes de alho
1 haste de alecrim

Pesto:
1 mão cheia de amêndoas com pele
1 pernada de manjericão fresco
1 dente de alho
sal q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Comece por preparar o pesto. No copo da varinha mágica coloque o manjericão, o dente de alho esmagado, as amêndoas e tempere com um pouco de sal e uma golada de azeite. Triture tudo até obter uma pasta. Se necessário junte um pouco mais de azeite e retifique de sal. Reserve.
Leve depois um pouco de azeite ao lume a aromatizar com alho e o alecrim. Junte o feijão já escorrido e envolva bem, deixando ganhar sabor. Retire o alecrim,  junte o caldo de legumes Biológico Knorr desfeito e depois cerca de 1 litro de água a ferver (junte a água aos poucos, para a sopa não ficar muito líquida) e deixe levantar fervura. Triture bem até obter um creme e retifique de sal.
Sirva a sopa bem cremosa com um pouco de pesto de manjericão.


Bom Apetite!

Crostini de Abacate com Salmão Fumado, Pepino e Cebolinho


As festividades de Final do ano, aproximam-se rapidamente. Faltam menos de 40 dias para o Natal e 40 e poucos dias para o final do ano. Se há receita tradicionais que não saem das nossas listas habituais, como o bacalhau, o peru, o cabrito, as rabanadas, os sonhos e as filhós. Mas há sempre espaço para inovar um bocadinho, nas entradas principalmente, durante o Natal.
O ano passado fiz umas entradinhas (canapés) um pouco diferentes do convencional para ir petiscando antes de começar a consoada... Não me parecem mal, nem que desvirtuem o natal. E foram tão bem recebidas que as voltei a preparar uns dias depois para a mesa do fim de ano, e já as voltei a fazer várias vezes depois disso, tendo-as feito até para alguns workshops.
Agora que as festividades estão novamente aí à porta, está a na altura de as partilhar com vocês. Não sei se já anda alguém por aí a pensar nas mesas de natal.... Mas aqui já começam a aparecer algumas sugestões.

Calendário de Workshops (antes de uma pausa até pelo menos a Primavera de 2018!)

Dia 25 de Novembro, pelas 15h no Porto, nos Workshops Pop-Up, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações info@workshops-popup.com

Dia 26 de Novembro, pelas 10h em Furadouro - Ovar, na colher de Chá, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações geral@colherdecha.pt

Dia 1 de Dezembro, pelas 15 em Lisboa, nos Workshops Pop-Up Chiado, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para 12 pessoas:

1 baguete
100g de salmão fumado
1/2 pepino 
cebolinho q.b.
1 abacate maduro
sal e pimenta q.b.
sumo de limão
azeite q.b.

Preparação:

Comece por cortar a baguete me fatias finas, regue-as com um pouco de azeite e leve-ao ao forno a tostar até que fiquem douradas. Retire e reserve.
Entretanto descasque o abacate e esmague-o, temperando com um pouco de sal, pimenta e sumo de limão.
Pique o cebolinho e descasque o pepino e corte-o em palitos fininhos e pequenos.
Corte o salmão fumado em fatias mais pequenas.
Barre depois os crostinis com um pouco da pasta de abacate, coloque o salmão, o pepino e decore depois com um pouco de pimenta e o cebolinho picado.
Sirva de imediato.


Bom Apetite!

Hamburgueres de Frango com Tomate Seco, Gengibre e Manjericão


Esta semana estou em modo de receitas muito rápidas e com coisas que já tinha preparadas e adiantadas no congelador, que a semana está a revelar-se atarefada, e assim não tenho tido muitas “preocupações” em tirar algo do congelador de véspera que até está meio adiantado.
Estes hamburgueres são daquelas coisas que preparo e depois congelo para ir usando. Com um arroz de cogumelos e uns grelos salteados deram um simpático jantar.
Se há coisa que gosto de ter quase sempre no congelador são hamburgueres caseiros - nas suas mais variadas formas - almôndegas e bolonhesa pronta, assim como cebolada de bacalhau e lombinhos de pescada. São sinónimo de jantar em menos de 30 minutos!

Calendário de Workshops (antes de uma pausa até pelo menos a Primavera de 2018!)

Dia 25 de Novembro, pelas 15h no Porto, nos Workshops Pop-Up, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações info@workshops-popup.com

Dia 26 de Novembro, pelas 10h em Furadouro - Ovar, na colher de Chá, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações geral@colherdecha.pt

Dia 1 de Dezembro, pelas 15 em Lisboa, nos Workshops Pop-Up Chiado, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações chiado@workshops-popup.com

Ingredientes:

500g de peito de frango
gengibre fresco ralado q.b.
2 tomates secos
manjericão q.b.
2 dentes de alho
1 limão
1 gema de ovo
pão ralado q.b.
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
manteiga q.b.

Preparação:

Pique o peito de frango com ajuda de uma faca afiada, e misture depois com o gengibre, o tomate seco em pedaços, o manjericão, o alho ralado, a raspa de limão, sal e pimenta q.b. Junte depois a gema de ovo e um pouco de pão ralado até obter uma pasta moldável e forme os hamburgueres.
Leve depois uma frigideira ao lume com um pouco de azeite e manteiga e frite os hamburgeres  até estarem dourados.
Sirva com os acompanhementos a seu gosto.


Bom Apetite!

Massinha Rápida com Pescada, Tomate e Coentros


Daquelas coisas rápidas, quase comida de emergência cá em casa. Seria impensável chamar-lhe massada, daquelas ricas e perfumadas, mas para uma refeição rápida e despreocupada para a semana é uma boa solução.
E os 3 lombinhos de pescada solitários que estavam no congelador para serem transformados em rissois de pescada, os tomates bem maduros congelados no verão, e as Delícias do Mar, que não compro há anos, mas que tinham tido uma excepção nos aniversário dos miúdos para um patê de delícias e ovo cozido (que alguns crescidos me pedem sempre!) e das quais ainda havia meio pacote congelado, ditaram o mote de um jantar, que não estava para ser assim, mas que acabou nisto!
E aqui fica a inspiração, e de como em poucos minutos houve uma refeição na mesa que os miúdos até comeram e se lambuzaram... 

Calendário de Workshops (antes de uma pausa até pelo menos a Primavera de 2018!)

Dia 25 de Novembro, pelas 15h no Porto, nos Workshops Pop-Up, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações info@workshops-popup.com

Dia 26 de Novembro, pelas 10h em Furadouro - Ovar, na colher de Chá, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações geral@colherdecha.pt

Dia 1 de Dezembro, pelas 15 em Lisboa, nos Workshops Pop-Up Chiado, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para 4 pessoas (2 adultos e 2 crianças)

3 lombinhos de pescada congelados
azeite q.b.
1 folha de louro
1 cebola
sal e pimenta q.b.
água q.b.
180g de massa de cotovelinhos
3 tomates madurso (pelado ou congelado)
1 molhinho de coentros
150g de miolo de camarão cozido ou Delícias do Mar

Preparação:

Pique a cebola e leve-a a alourar num pouco de azeite juntamente com um fio de azeite. Acrescente depois a folha de louro e o tomate bem picado e deixe refogar mais uns minutos. Junte os lombinhos de pescada cortados em pedaços grandes e retifique de sal e pimenta. Envolva bem no refogado, junte cerca de 350ml de água e deixe ferver, em lume brando cerca de 10 minutos. 
Retifique de sal e pimenta e junte a massa, deixando-a cozer. Quase no fim, acrescente os camarões ou as delicias do mar cortadas em pedaços e os coentros picados.
Sirva de imediato e acompanhe com brócolos.


Bom Apetite!

Filetes de Peixe Porco com Crocante de Sésamo


Já tinha ouvido falar muito bem dos deliciosos filetes de peixe porco, desde os tempos que o meu amigo Nuno ia para os Açores fazer pesca e apanhava vários e dizia que eram muito bons, apesar de serem muito chatos de preparar...
Sabia que no cabaz do Peixinho da Lota era comum haver, mas ainda não tinha tido sido contemplada nas vezes que o cabaz tinha vindo cá para casa, uma vez que o peixe que é entregue está dependente do peixe que há na lota naquele dia.
Até que no última cabaz de peixe lá vinham eles!  Enormes e carnudos. E são realmente deliciosos e cá em casa todos gostaram muito.
E mais uma vez começo a pensar que andamos tantas vezes a comer os mesmos peixes, quando na verdade há tantas variedades diferentes e deliciosas para experimentar e cozinhar.

Calendário de Workshops (antes de uma pausa até pelo menos a Primavera de 2018!)

Dia 25 de Novembro, pelas 15h no Porto, nos Workshops Pop-Up, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações info@workshops-popup.com

Dia 26 de Novembro, pelas 10h em Furadouro - Ovar, na colher de Chá, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações geral@colherdecha.pt

Dia 1 de Dezembro, pelas 15 em Lisboa, nos Workshops Pop-Up Chiado, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para 4 pessoas:

500g de filetes de peixe Porco
2 dentes de alho
1 folha de louro
1 limão grande
sal e pimenta q.b.

1 ovo batido
pão ralado q.b.
alho em pó q.b.
sementes de sésamo q.b.

Preparação:

Comece por temperar os filetes com os dentes de alho picados, sal e pimenta, a folha de louro e o sumo de limão. Envolva bem e deixe temperados algumas horas ou de um dia para o outro.
Prepare depois dois recipientes. Numa taça coloque o ovo batido. Noutra taça misture cerca de 4 colheres de sobremesa de sementes de sésamo com 1 colher de sobremesa de alho em pó e cerca de 75g de pão ralado. Misture bem.
Escorra os filetes de peixe porco da marinada e passe-os por ovo batido e finalmente envolva.os bem nas mistura de pão ralado, alho e sementes de sésamo.
Frite-os depois em azeite ou óleo quente até que fiquem bem dourados, de ambos os lados.
Sirva depois os filetes com arroz de cenoura e ervilhas e uma salada verde.


Bom Apetite!

Banana Bread com Pepitas de Chocolate


Fim de semana e bolo. Uma combinação vencedora. Desta vez de banana e chocolate, para acabar com umas bananas maduras que estavam na fruteira. E uma receita daquelas perfeitas, de colocar tudo no copo do robot de cozinha e depois é só colocar na forma.
Tão bom que acho que vou voltar a repetir este fim de semana.
mesmo para quem não gosta muito de banana o sabor não fica muito forte, portanto uma receita que vale mesmo a pena experimentar. A pensar em quem gosta de coisas rápidas e praticas para estarem de acordo com a máxima de “delicioso e quase sem trabalho”.

Calendário de Workshops:

Dia 12 de Novembro, Workshop na Baking Day, em Coimbra, pelas 10h com o tema Receitas para dar as Boas Vindas ao Outono (Comfort Food). Para inscrições e informações em bakingday@homail.com - últimas vagas!!

Dia 25 de Novembro, pelas 15h no Porto, nos Workshops Pop-Up, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações info@workshops-popup.com

Dia 26 de Novembro, pelas 10h em Furadouro - Ovar, na colher de Chá, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações geral@colherdecha.pt

Dia 1 de Dezembro, pelas 15 em Lisboa, nos Workshops Pop-Up Chiado, com o tema de Mesas para Dias de Festa (receitas a pensar no Natal e no fim de ano). Para inscrições e informações chiado@workshops-popup.com

Ingredientes:
(adaptado de uma receita da Mary Berry aqui: https://www.bbc.co.uk/food/recipes/banana_and_chocolate_74784)

200g de bananas maduras (cerca de 2 bananas)
2 colheres de sopa de leite
100g de manteiga à temperatura ambiente
150g de farinha
150g de açúcar
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de fermento em pó
2 ovos
140g de pepitas de chocolate (ou chocolate partido em pequenos pedaços) 

Preparação:

Descasque as bananas, corte-as em pedaços e coloque-as no copo liquidificador ou robot de cozinha. Junte a manteiga, o leite, a farinha, o açúcar o bicarbonato, o fermento e os ovos e triture até obter uma massa homogénea.
Acrescente depois 100g de pepitas de chocolate e envolva na massa.
Coloque depois a massa numa forma de bolo inglês previamente forrada com papel vegetal e por cima disponha as restantes pepitas de chocolate.
Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 45 minutosou até o bolo estar cozido.
Deixe arrefecer 10 minutos na forma antes de o desenformar e deixar depois arrefecer sobre uma grelha. Sirva em fatias.


Bom Apetite!

Imprimir