Bochechas de Porco Braseadas no Forno


Se há coisa que prezo, é utilizar ingredientes de confiança, de qualidade e de origem nacional, idealmente local. Com o tempo fui aprendendo a fazer melhor escolhas. Um cabaz biológico local de entrega em casa, e as “faltas” compradas na frutaria de rua, com produtos nacionais de pequenos produtores. Frangos e ovos caseiros comprados a uma pessoa de confiança, de uma aldeia das redondezas, um cabaz de carne de vaca de uma associação de produtores também locais, cabaz de peixe da fresco da lota da Figueira da Foz, ... e as idas normais ao supermercado para comprar as restantes coisas, e a procura constante por estes produtos que, ao contrário do que possam pensar ficam na maioria das vezes mais barato que os habituais produtos do supermercado.
E depois  sempre a questão dos produtos nacionais. Sempre a ver as etiquetas e embalagens porque quero dar preferência aos produtos nacionais (e aos nossos produtores)  seja carne, peixe, legumes, fruta ou carne. E em relação à carne de porco, sempre a perguntar a origem quando esta não vem referenciada e sempre a procurar carne de porco nacional, e em algumas ocasiões a não comprar a carne por esta não ter uma origem (nascido, criado e abatido) nacional.
Foi por isso que aceitei prontamente preparar uma receita com carne de porco 100% nacional e certificada, com origem em animais alimentados à base de cereais. Uma certificação que todos nós devemos ficar a conhecer, pois quando virmos o selo porco.pt, poderemos ter a certeza da qualidade e origem do que estamos a consumir. Porque consumir produtos de origem nacional e certificados deveria ser uma preocupação de todos. Acabei a preparar umas bochechas de porco, porque além da preocupação de consumir nacional (quando possível local) e certificado, também gosto da abordagem de se “respeitar” o animal, consumindo tudo, da “cabeça aos pés”. E muitas vezes estes cortes de carne menos nobre ficam esquecidos. E na maioria das vezes as pessoas não sabem como prepará-los, nem como são saborosos e maravilhosos. 

Ingredientes para 4 pessoas:

1kg de bochechas de porco limpas
300ml de vinho tinto
50ml de vinho do porto
1 haste de alecrim fresco
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
2 cenouras
2 cebolas pequenas
1 colher de chá de colorau em pó
1/2 colher de chá de cominhos em pó
1/2 colher de chá de noz moscada

Preparação:

Leve um tacho ( ou tacho de ferro) com tampa e que depois possa ir ao forno, ao lume com um pouco de azeite e deixe aquecer. Sele as bochechas de porco no azeite, de ambos os lados até que fiquem douradas.
Pique grosseiramente as cebolas e descasque as cenouras e corte-as em cubos pequenos. Junte às bochechas no tacho e envolva bem. Junte o vinho tinto, o vinho do Porto, a haste de alecrim e tempere com sal, pimenta, a noz moscada, o colorau e os cominhos. Deixe levantar fervura e coloque a tampa no tacho, desligando do fogão e colocando tuno no forno (dentro do tacho tapado) previamente aquecido a 160ºC durante cerca de 2h30 a 3h, de modo a que as bochechas fiquem tão macias que não seja preciso nada mais do que uma colher para as comer e cortar.
Sirva depois com puré de batata e couves salteadas.


Bom Apetite!

Risotto de Lentilhas com Ovo Cozido e Coentros


Uma segunda feira que começa com uma receita sem carne nem peixe. Uma espécie de risotto de lentilhas que acompanhamos com ovo cozido - mais por causa dos miúdos que adoram.
Num dia em que andava de volta da despensa em arrumações e reparo num frasco com um resto de arroz para risotto, e um resto de lentilhas. A ideia ficou-me de imediato.
Foi colocar as lentilhas e demolhar e esperar pela hora de jantar...
Enquanto fazia esta especie de risotto, mexendo o arroz para ficar o mais cremoso possível (mas um risotto que não leva queijo....) ainda estive na preparação dos meus cabazes de natal e fiz mais uma dose de doce de abóbora. E ainda fiz sopa cremosa e reconfortante para combater o dia frio que estava lá fora, e granola caseira - com gegibre e canela e frutos secos - e uma dose de iogurtes caseiros naturais... Um fim de tarde entre tachos e tabuleiros, com os miúdos a brincarem por perto... Mesmo durante a semana, parece que Dezembro traz dias mágicos....

Ingredientes para 4 pessoas (2 adultos e 2 crianças) - com sobras

2 alhos franceses pequenos
2 dentes de alho
1 lata pequena de tomate pelado
sal e pimenta q.b.
1 colher de chá de cominhos em pó
250g de lentilhas castanhas previamente demolhadas
1/2 chávena de arroz para risotto
água quente q.b. (ou podem usar caldo caseiro)
azeite q.b.
4 ovos cozidos
coentros picados q.b.

Preparação:

Pique os dentes de alho. Corte o alho francês em rodelas finas e lave-o bem.
Leve ao lume um tacho com um pouco de azeite e acrescente os dentes de alho picados e o alho francês e deixe refogar um pouco até que comece a murchas. Junte depois o tomate pelado e os cominhos e envolva bem deixando levantar fervura. Acrescente depois as lentilhas previamente demolhadas e tempere a gosto com sal e pimenta. Acrescente dois copos de água e deixe cozinhar em lume brando até as lentilhas estarem macias, mas não a desfazerem-se, cerca de 40 minutos (atenção que pode ter necessidade de acrescentar mais água. Deverá fazê-lo aos poucos)
Junte depois o arroz e envolva bem com as lentilhas. Como num risotto, vá acrescentado a água quente, aos poucos e poucos, juntando mais apenas quando a anterior tiver sido absorvida, e mexendo o arroz de modo a que fique cremoso, o que poderá demorar aproximadaente 30 a 40 minutos em lume brando. Retifique  de sal e pimenta.
Sirva o risotto polvilhado com os coentros picados e os ovos cozidos cortados ao meio.


Bom Apetite!

Cogumelos Enrolados em Bacon (Receita também em video)


Há umas semanas atrás foi desafiada pela Primor a fazer uma receita com Bacon de Peru. A época das festividades de natal e de fim de ano ditou o que queria fazer: uma entrada simples e deliciosa para receber, à volta da mesa, quem amamos: os nossos amigos e a nossa família.
Chega esta altura do ano e sucedem-se os jantares e almoços de natal, com os colegas de trabalho, com os amigos, e muitas vezes também com alguma família mais afastada. E depois queremos ideias, coisas boas e rápidas, que se façam rapidamente e sem ingredientes muito estranhos, muito complicados, muito caros.
Ora o mote estava dado, assim como um dos ingredientes a utilizar. E o resto veio naturalmente, numa entrada simples de preparar, para muitas pessoas ou só para algumas, mas que não precisa de muita preparação prévia, e que enche uma mesa.
Uns cogumelos enrolados em tiras de bacon de peru, são uma das minhas sugestões para estas mesas de festas, e a minha sugestão para a Primor.
E vocês, já começaram a pensar nas ementas desta altura do ano? Aventuram-se ou optam por coisas mais tradicionais?



Ingredientes para 4 pessoas (como entrada):

8 cogumelos de Paris
8 fatias de bacon de Peru Primor
50g de queijo ralado
1/2 cebola
1 dentes de alho
1 colher de sopa de maionese
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Lave os cogumelos e retire-lhes os chapéus.
Pique a cebola juntamente com os pés dos cogumelos, o dente de alho e leve a refogar num pouco de azeite. Tempere com sal e pimenta . Junte depois metade do queijo ralado e a maionese  e envolva bem.
Recheie os cogumelos com o preparado anterior, e envolva-os depois numa fatia de bacon prendendo com um palito ou pau de bambu.
Coloque os cogumelos num tabuleiro que possa ir ao forno e termine com o restante queijo ralado.
Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 25 minutos, ou até os cogumelos estarem cozinhados e o bacon crocante.


Bom Apetite!

Bolo de Gingerbread


Já tudo me sabe a natal. A casa decorada, o frio, todos os presentes comprados e embrulhados, os últimos workshops de mesas de festa, as primeiras rabanadas, o Michael Bubblé a cantar musica de natal no carro e em casa, a lareira acesa, as tarefas do calendário de advento, os frascos de compotas alinhados, prontos a serem decorados, a foto para os postais de natal pronta a mandar imprimir, e prestes a começar a saga dos cabazes de natal.
Por isso a vontade de coisas alusivas ao natal é ainda maior do que nunca. A inspiração de todas as revistas e sites e receitas que nos saltam à vista, com aquele apontamento de natal.
E a minha vontade de receber pessoas queridas com uma mesa decorada a preceito. Porque todo o mês de Dezembro é natal, e temos a sorte de ter umas semanas de trabalho mais curtas, e mais tempo para todas estas coisas.
Por isso saiu um bolo com cheiro e sabor a natal. Para esta época festiva.

Ingredientes:

200g de manteiga
300g de açúcar mascavado
200g de mel de cana  - mel de cana sacarina típico da ilha da Madeira
2 ovos
200g de farinha
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de gengibre em pó
1 colher de chá de canela em pó
225 ml de iogurte natural

Cobertura:
50g de açúcar em pó
água q.b.
groselhas ou bagos de romã a gosto




Preparação:

Num tacho coloque a manteiga em cubos, o açúcar, o mel de cana, e leve ao lume até a manteiga e o açúcar estarem derretidos. Junte depois os ovos batidos e misture bem com a vara de arames.
Numa outra taça coloque a farinha, o bicarbonato de sódio, a canela e o gengibre em pó. Junte o preparado anterior e misture bem com a vara de arames. Acrescente o iogurte e misture mais um pouco.
Coloque depois a mistura numa forma com buraco previamente untada (ou use spray desmoldante se usar uma forma muito recortada como esta que usei da Nordic Ware), e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC,durante cerca de 50 minutos ou até o bolo estar cozinhado.
Retire do forno e deixe arrefecer na forma 30 minutos antes de desenformar para uma grelha deixando arrefecer completamente.
Para a cobertura junte o açúcar em pó com 1 colher de sopa de água quente, misture bem e espalhe sobre o bolo. Termine com as groselhas ou com bagos de romã.


Bom Apetite!

Massa no Forno com Almôndegas e Tomate Cereja


A carne picada que se tem quase sempre em casa. Transformada em bolonhesa que é congelada para usar nos dias em que tenho menos tempo para cozinhar, e também transformada em almôndegas e outras vezes em hamburgueres caseiros que nos enchem o frigorífico de refeições quase prontas. Raramente não há uma taça com uma ou várias coisas destas cá em casa. E por isso raramente me preocupo naqueles dias de “não tenho nada feito”.
E foi assim, entre uma caixinha de almôndegas caseiras congeladas, e um pouco de massa, lá saiu mais um receita básica que terminamos no forno com um pouco de queijo e a que dei mais graça com um pouco de tomate e manjericão.
E os miúdos gostam e comem e repetem e no fim não sobra nada. Ou quase nada.
Comida a saber a casa, a dias frios, a lareira, a conforto e a quase natal!

Ingredientes para 4 pessoas (2 adultos e 2 crianças):

275g de massa a gosto (esparguete, massa curta...)
10 tomate cereja
75g de queijo ralado
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
manjericão fresco q.b.

Almôndegas:
350g de carne de vaca picada
1/2 cebola
sal e pimenta q.b.
1 colher de sopa de salsa picada

Preparação:

Para as almôndegas misture numa taça a carne com a salsa e a cebola picada e tempere a gosto com sal e pimenta. Faça pequenas bolas do tamanho de nozes e guarde no frigorífico até cozinhar para ganharem firmeza. (Se quiser faça mais quantidade e congele-as para usar em dias com menor tempo para cozinhar)
Coza depois a massa em água abundante com sal até que fique al dente.
Leve uma frigideira ao lume com um fio de azeite e deixe aquecer. Cozinhe as almôndegas até que comecem a ficar douradas, juntando quase no final os tomate cereja cortados ao meio e o manjericão grosseiramente picado. Deixe cozinhar mais uns minutos.
Escorra depois a massa e coloque-a num tabuleiro. Por cima disponha a mistura de almôndegas e tomate c(e o molho que entretanto se formou) e envolva na massa. Cubra com o queijo ralado, e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC até que fique dourado.
Sirva de imediato com uma salada verde.


Bom Apetite!

Arroz de Pescada com Cenoura e Brócolos


Dezembro, o meu mês favorito, começa aqui com a maior das simplicidades. Um arroz de pescada com cenoura e brócolos, comida de conforto que os miúdos raramente recusam, apesar de o Zé Maria ter colocado todos os brócolos na borda do prato.
A simplicidade na cozinha a contrastar com um fim de semana mais comprido que o habital e muito preenchido.
Um maravilhoso workshop em Lisboa, com uma mesa composta, com comida de festa, e a melhor das companhias: leitoras simpáticas e dedicadas, num maravilhoso “clube de culinária” que formamos naquelas quase 4 horas de partilhas.
De regresso a casa e os meus rapazinhos à minha espera. E um sábado a fazer as primeiras atividades do calendário de advento, e estar entre amigos à volta da mesa ao almoço e ao jantar, entre conversas, risos de miúdos, brincadeiras com legos, lareira acesa, Michael Bubblé a cantar músicas de natal, confusão e o cunhado a ajudar a mudar mobília do lugar e a cunhada a acompanhar-me numa ida ao supermercado onde rapidamente decidimos o que fazer para jantar!
E no domingo foi novamente dia de cozinhar entre amigos. Muito riso, mais mesas de festa, mais receitas a pensar nesta época que se aproxima, mais amigas e amigos à volta do fogão a partlhar receitas, comida, histórias e muitos bons momentos.
É por isso que me sinto (quase) sempre agradecida. E imensamente feliz. Neste pequenos momentos de “nada”. E principalmente quando Dezembro chega, e consegue trazer o frio e começa assim, de maneira tão boa. E eu sinto-me grata! Bem vindo querido Dezembro!

Ingredientes para 4 pessoas (2 adultos e 2 crianças):

4 lombinhos de pescada
1 cebola pequena
2 cenouras
2 dentes de alho
1 cabeça de brócolos pequena
1 folha de louro
1 chávena de arroz
2 chávenas de água a ferver
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Descasque a cebola, as cenouras e os dentes de alho e pique-os finamente. Leve ao lume um tacho com um pouco de azeite e acrescente a mistura de cenoura, alho e cebola, a folha de louro e deixe refogar um pouco. Junte depois os lombinhos de pescada cortados em 2 ou 3 pedaços grandes, envolva no refogado e tempere de sal e pimenta e deixe refogar uns minutos.
Acrescente depois a água a ferver, e retifique de sal e pimenta.
Acrescente depois o arroz e os brócolos previamente cortados em raminhos pequenos, reduza o lume para o mínimo e tape, deixando o arroz cozinhar.
Sirva ainda quente.


Bom Apetite!

Arroz de Peru no Forno a pensar no Natal (receita também em video)


Não há nada mais reconfortante do que um belo arroz de forno em dias frios e outonais. Por aqui começam a pensar-se em receitas para o Natal, não porque se vá fazer o natal cá em casa, mas porque há sempre jantares de amigos alusivos ao Natal, e as boas ideias são sempre bem vindas.
Um arroz de peru no forno parece-me um bom ponto de partida para pensar no natal, uma receita ideal para fazer para muitas pessoas, e que tem uma preparação muito simples e rápida.

Mais uma vez, depois do desafio que a Knorr me lançou, voltei a experimentar os novos caldos BIOLÓGICOS de galinha, desta vez numa adaptação de uma receita mais tradicional, mas adaptada às nossas realidades de todos os dias. Menos tempo, ou melhor, menos disponibilidade, e a querermos na mesma receber bem os que amamos com receitas que todos gostem.

Por isso, o uso dos novos caldos BIOLÓGICOS de galinha é uma maneira de cortarmos caminho na preparação, mas sabendo que estamos a usar algo preparado com ingredientes de agricultura biológica e sustentável como galinha, cebola, especiarias, salsa e alecrim, e uma maneira de estar mais próximo de todos aqueles que se preocupam em comer melhor e que procuram melhor qualidade.

E um simples arroz de peru no forno veste-se de festa com uma cobertura de cebola, romã, amêndoas e coentros picados, que além de lhe darem o toque de festa e terem as cores do natal, fazem toda a diferença em transformar de uma maneira simples o que poderia de outra forma ser uma uma receita mais tradicional.

Uma receita a pensar no natal, quando faltam apenas 25 dias!

(Apesar de já ter esgotado, houve agora umas desistências para o workshop de Lisboa, já no dia 1 de Dezembro. Quem ainda estiver interessado pode-se inscrever quanto antes para ficar com estas vagas de última hora. Não me digam que eu vou de Coimbra a Lisboa e não esgoto o meu último workshop dos próximos meses!
Inscrições e informações em chiado@workshops-popup.com Obrigada!)



Ingredientes para 4 pessoas:

1 chávena de arroz vaporizado
1 cubo de caldo de galinha BIOLOGICO Knorr
500ml de água
500g de peito de peru cortado em tirinhas
1 cebola branca
2 dentes de alho
1 folha de louro
2 cebolas roxas
azeite q.b.
bagos de 1 romã
1 raminho de coentros
70g de amêndoas torradas 
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Prepare o caldo de galinha juntando o cubo a 500ml de água a ferver. Deixe dissolver e reserve.
Tempere as tirinhas de peru com sal, pimenta e um dente de alho picado. Leve ao lume uma frigideira com um pouco de azeite e salteie o peru até que fique dourado. Retire e reserve.
Entretanto leve um tacho ao lume com um pouco de azeite e acrescente a cebola branca, 1 dente de alho picado e a folha de louro e deixe refogar uns minutos. Acrescente depois duas chávenas de caldo de galinha previamente preparado e deixe levantar fervura. 
Coloque essa líquido numa assadeira que vá ao forno e à mesa, e junte o arroz cru e a carne de peru salteada. Envolva bem, retifique de sal e pimenta e tape com papel de alumínio.
Leve ao forno previamente aquecido a 200ºC durante cerca de 1 hora ou até o arroz ter absorvido todo o caldo.
Entretanto corte as  cebolas roxas em rodelas finas e leve a alourar numa frigideira juntamente com um pouco de azeite. Quando a cebola estiver lourinha, acrescente um pouco de coentros picados, a romã, as amêndoas torradas, misture e reserve.
Assim que o arroz estiver pronto retire-o do forno, retire o papel de alumínio e espalhe o preparado anterior sobre o arroz.
Sirva de imediato.


Bom Apetite!

Imprimir